mag3-kyl-header

Como os fabricantes estão a transformar a cabina numa casa longe de casa

Publicado a 17 de outubro de 2021 - 5 minuto(s) de leitura

Os condutores de camiões de longa distância têm o melhor trabalho do mundo. Desfrutam da sua liberdade, veem o mundo e conhecem pessoas novas enquanto fazem aquilo de que mais gostam: conduzir! No entanto, é um desafio para as empresas manter uma frota dedicada de condutores qualificados*. E é por isso que muitas procuram uma solução junto dos fabricantes de camiões. Apresentamos Bart Van Lotringen, diretor de design da DAF.

Bart Van Lotringen, DAF’s Director of Design

mag3 kyl portrait

Bart Van Lotringen, diretor de design da DAF

Há décadas que "o design da cabina não tem sofrido grandes alterações pelo simples motivo de que a legislação restringe as dimensões gerais de um camião", de acordo com Bart Van Lotringen, diretor de design da DAF. Os condutores de camiões precisam de conduzir, trabalhar, relaxar e dormir num espaço mais pequeno do que o estúdio de um estudante, muitas vezes dias a fio.

No entanto, os regulamentos recentes abriram a porta para um design inovador. “Os regulamentos mudaram significativamente e originaram uma mudança de paradigma", afirma. “O comprimento da carga ainda está restrito a 13,5 m, mas o comprimento geral do camião está agora aberto, desde que o círculo de viragem corresponda ao padrão habitual. Os designers podem escolher o comprimento da cabina, com a condição de que qualquer extensão melhore a aerodinâmica e a eficiência de combustível, a segurança e o conforto do condutor." Com esta nova liberdade de design, Van Lotringen e a sua equipa voltaram literalmente à mesa de desenho para conceber uma nova cabina do zero: Os camiões da nova geração da DAF.

A segurança em primeiro lugar

"O nosso objetivo foi eliminar os constrangimentos da condução", afirma Van Lotringen.

“A nossa filosofia é: Mãos no volante e olhos na estrada. É por isso que começamos com uma Interface homem-máquina intuitiva topo de gama: todos os botões de controlo de condução importantes estão diretamente no volante ou posicionados de forma lógica nos comutadores. Sem ecrãs táteis. Botões físicos. Tal como os condutores querem, como afirmaram nas extensas mesas de harmonia que organizámos. Além disso, adicionámos uma visibilidade sem precedentes com para-brisas 33% maiores, algo inédito no setor! Queríamos maximizar a visão direta, quanto maior for o ângulo de visão e maior for o contacto visual com os outros na estrada, melhor poderá interagir e evitar acidentes."

Para um ambiente de condução perfeito, Van Lotringen focou-se em melhorar a ergonomia, especificamente a possibilidade de ajuste dos bancos e do volante para promover uma postura de condução ideal com uma visualização perfeita dos instrumentos.

O condutor tem de ter o controlo e sentir-se no comando, e o fornecimento da informação apenas quando é necessária permite-lhe um estado de alerta e uma menor fadiga nervosa.

“Embora tenhamos criado uma experiência de condução inteiramente nova, foi igualmente importante melhorar o ambiente de repouso e sono", reconhece Van Lotringen. “Todas as funções têm de trabalhar em conjunto de uma forma muito eficiente para que o condutor não tenha de estar sempre a reorganizar o interior para mudar de uma função para outra."

As funções têm de estar numa simbiose perfeita.

A posição de condução, o espaço amplo e o conforto são alguns dos aspetos de maior valor que se pode oferecer a nível de conforto.

Bart Van Lotringen, diretor de design da DAF

O conforto do lar

Foram efetuadas outras alterações significativas no interior nas áreas de condução, de repouso e de dormir da cabina. “A posição de condução, o espaço amplo e o conforto são alguns dos aspetos de maior valor que se pode oferecer a nível de conforto.", explica Van Lotringen. Os bancos do condutor e do passageiro na cabina de nova geração podem opcionalmente ser inclinados para ficarem voltados para dentro e, em conjunto com superfícies horizontais amplas, oferecerem espaços de trabalho e de descontração excelentes. As caixas de armazenamento amovíveis foram adicionadas para fornecer um local para os itens pessoais e o banco do passageiro dobra-se para se transformar numa mesa de cabeceira. “É uma nova era ao nível do conforto do condutor."

Com vista à mobilidade sustentável

Muitos dos elementos de conforto e segurança também contribuem para a aerodinâmica e a eficiência do combustível. Em primeiro lugar, a substituição dos espelhos laterais por câmaras reduz a resistência aerodinâmica e diminui o consumo de combustível. O formato cónico da cabina também proporciona uma eficiência aerodinâmica e de combustível excecional. Embora haja uma mudança inegável rumo às caraterísticas de design que favorecem a sustentabilidade, Van Lotringen prevê que a adoção de solução de energias alternativas por todo o setor vai levar algum tempo. “A primeira década será um período de transição, em que nos encontramos atualmente, com uma combinação de veículos elétricos ou de hidrogénio com motores de combustão. Assim que tivermos apenas veículos elétricos, de hidrogénio ou de outra transmissão, determinadas arquiteturas de design da cabina terão de ser revistas."

FONTES

* Entrevista a Bart Van Lotringen a 7 de setembro de 2021

mag3 kyl title

1934

mag3 kyl 1934

Fondation de l'automobile Marius Berliet – Lyon – França

A Renault apresentou o seu primeiro design de cabina avançada. Com a cabina colocada acima do eixo dianteiro, esta inovação aumentou significativamente a área de carga do camião.

1958

mag3 kyl 1958

Fondation de l'automobile Marius Berliet – Lyon – França

A Berliet inovou no setor ao focar-se no conforto do condutor com o lançamento da "Cabina Relax". A cabina espaçosa e funcional proporcionou um nível de conforto nunca antes visto nos veículos pesados. O design integrou um para-brisas panorâmico grande e portas de grande abertura de acesso fácil. O motor está alojado num túnel selado com o ar de escape quente evacuado pela traseira.

1964

mag3 kyl 1964

Fondation de l'automobile Marius Berliet – Lyon – França

A Hotchkiss, uma fabricante de automóveis e armas francesa, produziu veículos civis de 1904 a 1954 e veículos militares até 1969. A empresa concebeu o primeiro camião com cabina basculante, fornecendo um acesso mais fácil ao motor. Os camiões Hotchkiss PL60/DH60 (com um peso bruto do veículo de 6 toneladas) foram os primeiros camiões franceses a apresentar esta cabina.

1970

mag3 kyl 1970

Fondation de l'automobile Marius Berliet – Lyon – França

A Berliet continuou a criar designs com vista a um maior conforto e visibilidade. A sua cabina KB2400, com a Berliet TR 300, foi considerada o padrão do setor durante anos.

1981

mag3 kyl 1981

Fondation de l'automobile Marius Berliet – Lyon – França

A RVI (Renault Véhicule industriel) lançou o Turboleader. Embora a cabina 2480 seja muito similar à KB2400, esta "Phoenix" destacou-se com melhorias assinaladas ao nível da disposição e do equipamento. A cabina do Turboleader foi uma das mais espaçosas do mercado, com um capô de motor de perfil discreto e um tejadilho muito elevado. Com 2,05 metros entre o piso e o tejadilho solar, os condutores podem ficar de pé dentro da cabina.

1990

mag3 kyl 1990

Fondation de l'automobile Marius Berliet – Lyon – França

Com a cabina AE, a Renault Trucks revolucionou o design da cabina. O design proporcionou um piso plano e, mais uma vez, aumentou o nível de conforto nos camiões de produção em massa.

2021

mag3 kyl 2021

A DAF Trucks é a primeira marca a adotar a nova Legislação relativa a massas e dimensões. Deu-se uma mudança de paradigma com as cabinas de nova geração de 12,5 m3 que definiram um novo marco de referência ao nível do espaço.

Junte-se à comunidade !

Ao fornecer o meu endereço de e-mail e clicar no botão abaixo, eu concordo com os Termos de utilização e com a Política de Privacidade, forneço a minha assinatura eletrónica e consinto em receber e-mails de marketing automatizados, independentemente de qualquer registo anterior na lista de exclusão de qualquer empresa, estatal ou nacional da Michelin North America, Inc. O consentimento não é uma condição para qualquer compra. Pode optar ativamente por não participar a qualquer momento. Um representante Michelin pode contactá-lo se demonstrar interesse em ser contactado relativamente a uma oferta de serviço ou produto. O Representante pode ser o seu Representante de Vendas da Michelin ou um Distribuidor Autorizado da Michelin na sua área. A Michelin respeita a sua privacidade. As informações que nos enviou estão protegidas pela nossa política de privacidade.

_ *
É um…
  • Utilizador final
  • Revendedor de pneus
  • Outro
Tamanho da frota *
  • 20 ou menos
  • More than 20
  • Não faço a gestão de camiões

Está a utilizar um Browser não suportado por esta web

Está a utilizar um browser que não é suportado por este website. Isto significa que algumas funcionalidades podem não funcionar como pretendido e podem ocorrer comportamentos estranhos ao navegar neste site.

Utilize ou atualize/instale um dos seguintes browsers para tirar o máximo partido deste website.

Firefox 78+
Edge 18+
Chrome 72+
Safari 12+
Opera 71+