Como a IoT pode reduzir o impacto ambiental do setor dos transportes

Publicado a 31 de março de 2022 - 8 minuto(s) de leitura

Sensores, algoritmos e muitos dados… a Internet das Coisas (IoT) pode parecer confusa fora do setor tecnológico. Por isso, conversámos com Thomas Ledoux*, vice-presidente da Michelin para a engenharia para a mobilidade, serviços e soluções ligados, para compreender como a IoT está a ser utilizada no setor dos transportes para aumentar a sustentabilidade e a segurança.

photo

photo

Thomas Ledoux, vice-presidente da Michelin para a engenharia para a mobilidade, serviços e soluções ligados

Enquanto especialista em IoT interna da Michelin, o que significa a IoT para si?

Thomas Ledoux: O objetivo da IoT tem de ser produzir estatísticas de dados valiosos e úteis para melhorar qualquer tipo de processo. Digamos que, por exemplo, diz a um cliente que o seu pneu está a 8 bar (116,03 psi) e 3 mm. É provável que o mesmo possa não saber o que fazer com essas informações. Em vez disso, se lhe dissermos que, em 3 semanas, o veículo 11 precisa de substituir o pneu do eixo do lado direito, isso é útil! A IoT depende de hardware, algoritmos complexos e várias tecnologias, com o objetivo final de melhorar os processos, a segurança, a sustentabilidade, o tempo de funcionamento e simplificar o dia a dia.

Quais são algumas das vantagens da IoT?

T.L.: Na Europa, em média, os pneus são removidos quando chegam a 4,8 mm de profundidade do piso. Isso é muito cedo em comparação com a profundidade mínima legal do piso (que varia consoante o país, mas pode chegar, no máximo, a 1 mm). É muito trabalho para os proprietários da frota verificarem regularmente os pneus em centenas de veículos. Como tal, para garantir a segurança, substituem os pneus mais cedo do que é necessário. Isto tem várias consequências.

Em primeiro lugar, desperdiça-se dinheiro e afeta o orçamento geral dos pneus.

Em segundo, a resistência ao rolamento de um pneu com desgaste é inferior à de um novo pneu. De uma perspetiva ambiental, os últimos quilómetros conduzidos num pneu com desgaste produzem o menor nível de emissões de CO2. Por isso é que é importante utilizar os pneus de camiões até ao seu real fim de vida.
E, por fim, poder remover um pneu no seu real fim de vida reduz o consumo de matérias-primas (menos pneus consumidos).

Quando é possível saber exatamente quando um pneu precisa de ser trocado, os proprietários de frotas podem organizar melhor os processos de manutenção. Isso significa utilizar pneus com menos de 4,8 mm de profundidade de piso e alcançar o real fim de vida em segurança. Em suma, a IoT permite processos de manutenção preditiva que aumentam a sustentabilidade, desperdiçam menos pneus e beneficiam o resultado final dos nossos clientes.

O objetivo da IoT tem de ser produzir estatísticas de dados valiosos e úteis para melhorar qualquer tipo de processo.


Qual seria um exemplo de uma solução de pneus de IoT?

T.L.: O MICHELIN QuickScan aborda o desgaste do pneu. Os condutores conduzem sobre um scanner, colocado numa localização conveniente, tal como uma entrada e, sem qualquer esforço da parte deles, o desgaste do piso de cada pneu individual é analisado e registado. A IOT permite-nos conceber soluções que monitorizam os pneus quase todos os dias e preveem o desgaste com precisão. Isso dá tranquilidade aos nossos clientes e ajuda-os a focarem-se no seu trabalho: transportar mercadorias e pessoas.

Também desenvolvemos outras tecnologias ligadas, como a tecnologia RFID (identificação por radiofrequência), colocada dentro da borracha do pneu, para identificar os pneus ao longo da sua vida útil. Melhora a rastreabilidade das operações de frota até à recauchutagem. Outras tecnologias ligadas da MICHELIN conseguem medir a temperatura e a pressão em tempo real e alertam os condutores de fugas de pressão lentas e outros problemas relacionados. Saber exatamente o que foi feito em termos de manutenção com cada pneu acaba com as indecisões e garante uma manutenção preditiva precisa.

De que forma é que a IoT afeta a sustentabilidade e a segurança?

T.L.: Estas tecnologias permitem elevados níveis de sustentabilidade. Não pode imaginar o número de pneus que pode poupar ao monitorizar melhor o desgaste, a pressão e a temperatura. Ao gerir o desgaste, prolonga a vida útil do pneu e pode organizar a manutenção, evitando deitar fora muitos pneus demasiado cedo.

Além disso, se conseguirmos monitorizar o desgaste e a pressão, melhoramos a segurança. Pergunte a qualquer camionista que este lhe dirá que a conformidade do eixo da direção é extremamente importante para a segurança. As nossas soluções dão-lhes as informações de que necessitam e a tranquilidade de estarem em conformidade.

Nem imagina o número de pneus que pode poupar ao monitorizar melhor o desgaste, a pressão e a temperatura

Como é que a IoT irá evoluir nos próximos anos no nosso setor?

T.L.: Em breve, iremos começar a integrar novos algoritmos nas soluções de IoT para possibilitar o conceito de pelotões de camiões. Os pelotões autónomos, ou ligar vários camiões muito próximos uns dos outros para reduzir as emissões, só são possíveis se souber tudo sobre cada pneu em cada posição. Tenha em consideração que, se tiver uma situação de travagem brusca, tem de garantir que todos os pneus estão em boa forma, em termos de pressão, desgaste e temperatura. Além do mais, os sistemas de gestão de frotas futuros, alimentados com as aplicações de telemática, irão mais além dos pneus e darão aos proprietários uma visão geral de toda a sua frota, incluindo o comportamento do condutor, gestão do tempo de inatividade, otimização de rotas, para poder melhorar o impacto ambiental, a segurança e a eficiência geral.

* Entrevista a Thomas Ledoux realizada a 29 de setembro de 2021.

O objetivo da IoT tem de ser produzir estatísticas de dados valiosos e úteis para melhorar qualquer tipo de processo.

Podcasts

Junte-se à comunidade !

Ao fornecer o meu endereço de e-mail e clicar no botão abaixo, eu concordo com os Termos de utilização e com a Política de Privacidade, forneço a minha assinatura eletrónica e consinto em receber e-mails de marketing automatizados, independentemente de qualquer registo anterior na lista de exclusão de qualquer empresa, estatal ou nacional da Michelin North America, Inc. O consentimento não é uma condição para qualquer compra. Pode optar ativamente por não participar a qualquer momento. Um representante Michelin pode contactá-lo se demonstrar interesse em ser contactado relativamente a uma oferta de serviço ou produto. O Representante pode ser o seu Representante de Vendas da Michelin ou um Distribuidor Autorizado da Michelin na sua área. A Michelin respeita a sua privacidade. As informações que nos enviou estão protegidas pela nossa política de privacidade.

_ *
É um…
  • Utilizador final
  • Revendedor de pneus
  • Outro
0

Está a utilizar um Browser não suportado por esta web

Está a utilizar um browser que não é suportado por este website. Isto significa que algumas funcionalidades podem não funcionar como pretendido e podem ocorrer comportamentos estranhos ao navegar neste site.

Utilize ou atualize/instale um dos seguintes browsers para tirar o máximo partido deste website.

Firefox 78+
Edge 18+
Chrome 72+
Safari 12+
Opera 71+