wave5 tyre maintenance header

Quatro dicas para os operadores de frotas de carrinhas: como otimizar e simplificar a manutenção dos pneus

Publicado a 29 de setembro de 2022 - 3 minuto(s) de leitura

A manutenção dos pneus é um fator importante para a sua frota. Para além de melhorar a segurança, a fiabilidade e o estado técnico das carrinhas, pode contribuir para os seus resultados se for gerida corretamente.
Martin Thompson, Gestor de Segmento da Michelin para o Reino Unido e a Irlanda e Brian Porteous, Gestor Técnico da Michelin, partilham 4 dicas baseadas em ações.

Team of Big rig semi truck with dry van semi trailer and compact cargo mini van driving side by side on the multiline highway road working hard together for timely delivery

gettyimages 1270362497

Team of Big rig semi truck with dry van semi trailer and compact cargo mini van driving side by side on the multiline highway road working hard together for timely delivery

Os operadores de frotas de carrinhas devem monitorizar regularmente o estado dos pneus das carrinhas para protegerem o seu investimento, bem como para preverem quando estes precisam de manutenção ou de ser substituídos.

Independentemente de a sua carrinha ser utilizada para entregas, como uma ambulância, por comerciantes ou quaisquer outros serviços, é provável que os pneus estejam a trabalhar diariamente em condições difíceis. Estradas apertadas, impactos e choques, estacionamento na berma da estrada, terreno acidentado, situações de "para-arranca" ౼ os pneus das carrinhas têm, muitas vezes, uma vida mais difícil do que a maioria dos outros tipos de pneus que circulam em estradas abertas e em bom estado. Portanto, como pode prolongar a vida dos pneus da sua carrinha?

wave5 tyre maintenance img1

Martin Thompson, Gestor de Segmento da Michelin para o Reino Unido e a Irlanda e Brian Porteous, Gestor Técnico da Michelin

1. Escolha o pneu certo para a sua carrinha

Primeiro, precisa da capacidade de carga e dimensão adequadas para trabalhar corretamente com o veículo e respeitar os regulamentos. Isso significa que o pneu tem de estar pronto para transportar a carga certa, ser montado na roda correta em bom estado e ter o tamanho certo para o veículo. A resistência aos danos também é um importante indicador, assim como os custos de toda a vida útil e o desempenho na estrada. Por isso, esteja atento à proteção robusta das paredes laterais, aos padrões do piso eficazes, ao desempenho em todas as estações do ano, à baixa resistência ao rolamento e à boa aderência em piso molhado e seco. "A lógica aplicada à escolha dos pneus tem de ser a mesma que é aplicada à escolha do veículo", diz Porteous. "Pergunte-se, para que vão ser utilizados? Onde vão ser utilizados? O que vão transportar e quando? Depois de responder a essas perguntas, escolha os seus pneus em conformidade.

sugestao

A resistência ao rolamento pode afetar o consumo de combustível e a aderência em piso molhado.
Estas informações podem ser encontradas no rótulo do pneu, o que facilita a escolha certa.


2. Monitorize os pneus regularmente

Maximizar o tempo de atividade é um enorme desafio para as frotas, uma vez que o tempo de inatividade se traduz, muito rapidamente, em perda de receita. Os proprietários e motoristas ocupados tendem a ignorar os controlos regulares em prol de entregas rápidas. No entanto, dedicar algum tempo à deteção precoce de problemas pode produzir ganhos substanciais. Por exemplo, uma pedra ou um prego cravado no pneu, sem ser detetado, pode, eventualmente, causar uma perda de pressão e provocar uma avaria na estrada ou, inclusive, um incidente em andamento. Para além da possibilidade de o fazer incorrer em custos de reparação de emergência, pode implicar a perda de uma carga de alimentos congelados ou a falha de uma entrega urgente. Em alternativa, Thompson e Porteous recomendam verificações visuais diárias para constatar o estado dos quatro pneus e verificações físicas semanais da pressão dos pneus.

Aplique as pressões de enchimento prescritas pelo fabricante da carrinha para as cargas que transporta e verifique as pressões dos pneus com um manómetro de boa qualidade quando os pneus estão frios para se certificar de que as pressões que define são precisas. As verificações regulares significam que cria um retrato do que é normal para o seu veículo. Se alguma coisa mudar, pode detetá-la rapidamente e agir antes que se torne uma emergência. Os cinco minutos despendidos diariamente a fazer isto podem traduzir-se em poupanças de tempo e dinheiro a longo prazo!

sugestao

Em vez de verificar os pneus no início do dia, peça aos motoristas que façam uma verificação no final do dia. Pois, não terão tanta pressa e as reparações podem ser feitas durante a noite, o que significa que a carrinha estará pronta para se fazer à estrada pela manhã!

wave5 tyre maintenance img2


3. Tenha um pneu sobressalente à mão

Hoje em dia, a maioria das frotas opta por dispensar o transporte de um pneu sobressalente no veículo em prol de cargas úteis mais elevadas. Se tem dificuldades em escolher entre transportar um pneu sobressalente ou não, um bom meio termo será manter os pneus sobressalentes no armazém. Isto permite maximizar a carga útil e, ao mesmo tempo, ter pneus de reserva a postos. Se pretender armazenar os pneus sobressalentes no armazém, certifique-se de que verifica regularmente as respetivas pressões — pelo menos, uma vez por semana, pois os pneus perdem lentamente a pressão ao longo do tempo ౼ e que armazena os pneus num ambiente limpo, seco e fresco para evitar danos.

sugestao

Se optar por circular sem um pneu sobressalente, é ainda mais importante assegurar-se de que os veículos são verificados regularmente!


4. Mude os pneus da forma certa

Idealmente, todos os quatro pneus devem ser mudados ao mesmo tempo. Contudo, uma vez que os pneus dianteiros e traseiros têm velocidades de desgaste diferentes, isso nem sempre é possível. Os pneus novos devem ser sempre montados na traseira e os pneus traseiros gastos movidos para a frente. Isto mantém a estabilidade do veículo e garante que as caraterísticas de manobrabilidade serão semelhantes àquelas a que o motorista está habituado. Também mantém a idade média dos pneus do veículo mais baixa e garante que beneficia de todo o valor dos pneus antes de os mudar.

Ao mover os pneus de um eixo para outro, a pressão deve ser sempre ajustada para se adequar às novas posições.

Descubra a oferta de pneus para carrinhas da Michelin



FONTE:

Entrevista de Martin Thompson e Brian Porteous realizada a 5 de abril de 2022

Junte-se à comunidade !

Ao fornecer o meu endereço de e-mail e clicar no botão abaixo, eu concordo com os Termos de utilização e com a Política de Privacidade, forneço a minha assinatura eletrónica e consinto em receber e-mails de marketing automatizados, independentemente de qualquer registo anterior na lista de exclusão de qualquer empresa, estatal ou nacional da Michelin North America, Inc. O consentimento não é uma condição para qualquer compra. Pode optar ativamente por não participar a qualquer momento. Um representante Michelin pode contactá-lo se demonstrar interesse em ser contactado relativamente a uma oferta de serviço ou produto. O Representante pode ser o seu Representante de Vendas da Michelin ou um Distribuidor Autorizado da Michelin na sua área. A Michelin respeita a sua privacidade. As informações que nos enviou estão protegidas pela nossa política de privacidade

É um…
Utilizador final Revendedor de pneus Outro
common.error.invalidField:This field is invalid
20 ou menos More than 20 Não faço a gestão de camiões
common.error.invalidField:This field is invalid

Está a utilizar um Browser não suportado por esta web

Está a utilizar um browser que não é suportado por este website. Isto significa que algumas funcionalidades podem não funcionar como pretendido e podem ocorrer comportamentos estranhos ao navegar neste site.

Utilize ou atualize/instale um dos seguintes browsers para tirar o máximo partido deste website.

Firefox 78+
Edge 18+
Chrome 72+
Safari 12+
Opera 71+