Informações sobre a etiquetagem europeia dos pneus para veículos pesados

O que deve saber sobre a etiquetagem europeia dos pneus para veículos pesados

 

A escolha de pneus adequados aos seus veículos pesados nem sempre é fácil; no centro da sua decisão devem estar as especificidades da sua atividade e da utilização que projeta para referidos pneus. Para selecionar os pneus que se adequam melhor às suas necessidades, além da escolha das gamas e esculturas a atestar aquando da compra, é necessário ter em conta outros critérios de desempenho essenciais, como a longevidade, a segurança e a eficiência energética. Em 2012, a Comissão Europeia introduziu uma ferramenta de classificação de pneus que permite que os utilizadores profissionais obtenham informações sobre a eficiência energética, o nível sonoro e a aderência em piso molhado dos pneus.

A referida classificação foi melhorada e, a 1 de maio de 2021, com vista a ajudá-lo a fazer uma melhor escolha, passará a ser mais exaustiva e proporcionará maior visibilidade.

Com este guia, ficará a conhecer tudo sobre a referida melhoria e o que isso significa concretamente no momento de escolher os pneus da sua frota de veículos.

 

Indicador de eficiência dos pneus para veículos pesados

 

O sistema europeu de classificação de pneus visa primeiramente disponibilizar informações transparentes sobre o desempenho do pneu a partir de três critérios principais, tendo por base pneus novos:

Resistência ao
rolamento

pictos trans resistance

Desempenho de travagem em piso molhado

pictos trans pluie

Nível sonoro
exterior

pictos trans son

A posição que um pneu ocupa nestas três escalas de medição permite que tire partido de informações factuais sobre o desempenho energético, de segurança e sonoro e, desse modo, proceda a comparações fundamentadas no momento da compra.  
Um pneu com boa classificação permitirá reduzir o consumo de combustível e, desse modo, realizar poupanças (numa rubrica com um peso de 20 a 25 % da estrutura de custos de uma empresa de transportes), garantindo, ao mesmo tempo, um elevado nível de segurança e conforto. Por isso, apresenta um bom compromisso entre estes três parâmetros. 

 

Leia a classificação europeia de pneus

O que muda a partir de 1 de maio de 2021:

  • No que respeita às informações contidas na etiqueta, a primeira melhoria incide na resistência ao rolamento e nas características de travagem em pavimento molhado. As classes F e G desaparecem e são integradas na classe E, que é a que apresenta o pior desempenho.
  • A escala de medição do ruído deixará de ser representada por ondas, passando a sê-lo por letras de A a C. O valor em decibéis continua a ser apresentado.
  • Além desta alteração, passa a aparecer um indicador suplementar: o logótipo 3PMSF, que caracteriza os pneus de inverno, especialmente concebidos para garantir aderência e mobilidade suficientes para circulação em condições invernais.
  • As informações de etiquetagem no momento da compra serão mais acessíveis ao consumidor final e complementadas com a criação de uma base de dados pública, que apresenta mais informações técnicas. 

etiquetage europeen v1

1 e 2 - Os indicadores “resistência ao rolamento” e “travagem em piso molhado” são expressos numa escala de A a E. 

3 - O nível sonoro exterior é avaliado em decibéis e classificado em três escalas (A, B, C).  

4 - Se os pneus forem elegíveis, o logótipo “3PMSF” é colocado ao lado do indicador de ruído.  

5 - Um código QR associado a uma base de dados europeia (EPREL) apresenta todas as informações relacionadas com a etiquetagem, assim como uma ficha de informação detalhada que fornece todas as informações técnicas suplementares sobre o pneu, tais como o seu índice de carga e o seu índice de velocidade, em montagem simples ou dupla, se for o caso. Esta ficha de informação está também presente em todas as páginas de informação dos produtos dos nossos pneus para veículos pesados.

6 - Nome do fabricante e dimensões do pneu. 

Onde consultar a etiqueta europeia de um pneu?

Antes de efetuar qualquer escolha, recomendamos que consulte estas informações.

A etiqueta europeia estará disponível:

  • nas páginas dos produtos dos nossos pneus para veículos pesados neste Web site
  • nos catálogos e outra documentação comercial que apresentam a nossa oferta de pneus para veículos pesados
  • nas nossas ferramentas digitais de encomendas (às quais apenas os nossos revendedores ou os nossos clientes utilizadores diretos podem ter acesso)
  • nos nossos Web sites de comércio eletrónico que vendem online os nossos pneus para veículos pesados 


Finalmente, as informações de classificação serão igualmente impressas na sua fatura de compra (ação a cargo dos seus revendedores).

Qual o motivo da referida melhoria?

A melhoria da etiquetagem dos pneus, que entrará em vigor a 1 de maio de 2021, reforça a vontade que a Comissão Europeia tem de ir mais longe no que respeita à segurança rodoviária e à redução das emissões de CO2.

 

Diferenças de desempenho a ter em conta

Eficiência energética de um pneu

resistance roulement picto

O pneu consome entre 20 e 30 % da energia. A sua resistência ao rolamento é relevante. Por isso, o consumo do veículo pode apresentar grandes variações de acordo com o pneu escolhido. Um camião equipado com pneus do grau C apresentará um consumo adicional de, aproximadamente, 0,6 litros por 100 km face a um camião equipado com pneus do grau B, ou seja, cerca de 800 EUR de poupança por 100 000 km percorridos (1).

Paralelamente, é preciso ter em conta que é possível poupar combustível se vigiarmos regularmente a pressão dos pneus e formarmos os motoristas para que adotem uma condução ecológica.

visuel energie

Na categoria de resistência ao rolamento, estes pneus podem ser do seu interesse:

MICHELIN
X® MULTI™ ENERGY™ Z / D
Consumo de combustível otimizado sem comprometer a vida...
Ver este pneu
MICHELIN
X® LINE™ ENERGY™ Z2 / D2...
A melhor tecnologia de resistência ao rolamento para o...
Ver este pneu
MICHELIN
X® LINE™ ENERGY™ F / Z / D /...
Excelente resistência ao rolamento para utilização de l...
Ver este pneu

Travagem em piso molhado

pluie

Entre duas classes, por exemplo, entre «B» e «C», para um camião que circula a uma velocidade de 60 a 20 km/h, a distância de travagem é reduzida aproximadamente em 3,5 metros(2)
Para uma segurança ótima, é necessário manter uma distância de segurança suficiente e verificar regularmente a pressão dos pneus para se obter uma melhor aderência. 

visuel distance v2

Na categoria de desempenho de travagem em piso molhado, estes pneus podem ser do seu interesse:

MICHELIN
X® MULTI™ F / D / T / Z...
Versatilidade e longevidade em todas as condições clima...
Ver este pneu
MICHELIN
X® COACH™ XD / Z
Os seus parceiros no transporte seguro de pessoas
Ver este pneu
MICHELIN
X® MULTI™ ENERGY™ Z / D
Consumo de combustível otimizado sem comprometer a vida...
Ver este pneu

Os pneus e o impacto na poluição sonora

bruit picto

O incómodo sonoro provocado pelo tráfego rodoviário não é irrelevante, tanto mais que os pneus desempenham um papel na poluição sonora. O ruído de rolamento depende tanto do tipo de pneus como do pavimento da estrada. A notação de uma onda para outra corresponde a 3 dB, ou seja, uma redução de metade do ruído exterior(2).

bruit image

Na categoria de nível sonoro exterior, estes pneus podem ser do seu interesse:

MICHELIN
X® MULTI™ Z / D (17.5 -...
Segurança, mobilidade e aderência à estrada para o seu ...
Ver este pneu
MICHELIN
X® INCITY™ Z / HL Z / XZU /...
Mantenha os custos reduzidos e os seus passageiros em s...
Ver este pneu
MICHELIN
X® LINE™ ENERGY™ F / Z / D /...
Excelente resistência ao rolamento para utilização de l...
Ver este pneu
MICHELIN
X® WORKS™ HD Z / D
A robustez de que precisa para os locais de construção
Ver este pneu

Conselho do especialista: defina corretamente as suas necessidades para efetuar a melhor escolha

“Uma ferramenta útil que, embora oriente a sua escolha em função da utilização, não faz tudo”

A classificação europeia de desempenho de pneus é uma ferramenta comparativa e transparente, que o ajuda a escolher o pneu que melhor se adapta à sua utilização.  
No entanto, é necessário ter em conta que nem todos os critérios referidos na etiqueta têm a mesma importância para todos, sendo aconselhável definir previamente as suas prioridades para efetuar a melhor escolha. Por exemplo, para uma utilização exclusivamente urbana, uma boa classificação nas escalas de ruído e de aderência em piso molhado poderá ser prioritária. Pelo contrário, se utilizar os pneus em transporte de longa distância, a classificação na escala da resistência ao rolamento para privilegiar o controlo do consumo de combustível poderá ser um imperativo. Finalmente, esta classificação não é exaustiva e há outros critérios de escolha igualmente importantes e que não são tidos em conta, como a longevidade quilométrica do pneu, a perenidade do desempenho durante o seu desgaste, a sua capacidade de ser reesculpido ou recauchutado ou, ainda, a aderência transversal, etc.  

Assim, recomendamos que contacte com o seu conselheiro de pneus para obter uma melhor definição dos seus critérios de compra com base nas especificidades da atividade que desenvolve. 

photo ana gonzalez 2

Ana Gonzalez

Responsável de Marketing de Produtos da Europa para a Linha de Negócio de Transporte de Longa Distância

Para obter mais informações sobre a etiquetagem dos pneus, consulte o Web site da Comissão Europeia.

Avisos legais

(1) Simulação interna da Michelin efetuada em janeiro de 2021 com a ferramenta de cálculo de poupança de combustível da Comissão Europeia no âmbito de uma utilização urbana de 40 % e em autoestrada de 60 %. Preço de combustível (gasóleo) calculado a 1,3 EUR/litro. Valor da poupança para 100 000 km percorridos com os pneus.  

(2) Estudo interno realizado em novembro de 2020 em Clermont-Ferrand (França) nos circuitos da Michelin, em Ladoux, com uma travagem a uma velocidade de 60 a 20 km/h realizada num camião 4x2 equipado uniformemente com 315/80R22,5 MICHELIN X® MULTITM Z da classe B face a um pneu de referência SRTT da classe C modelizado pelo protocolo de medição do Regulamento 117 da CEE-ONU atualizado a 23 de novembro de 2011.

(3) Estimativa interna efetuada pela Michelin em 2016, comparando o ruído de rolamento entre um camião equipado com pneus do grau B e a um camião equipado com pneus do grau C.

Está a utilizar um Browser não suportado por esta web

Está a utilizar um browser que não é suportado por este website. Isto significa que algumas funcionalidades podem não funcionar como pretendido e podem ocorrer comportamentos estranhos ao navegar neste site.

Utilize ou atualize/instale um dos seguintes browsers para tirar o máximo partido deste website.

Firefox 78+
Edge 18+
Chrome 72+
Safari 12+
Opera 71+