Reduzir a compactação do solo

Os pneus estão em contacto direto com o solo, pelo que têm um impacto crucial na compactação e na formação de sulcos.

O que é a compactação do solo?

A compactação do solo é um dos principais processos que danificam o solo: é provocada quando a maquinaria agrícola, cada vez mais pesada, se desloca sobre o solo, muitas vezes em condições meteorológicas duras. A compactação está ligada à própria natureza do solo, ao seu teor de água, aos tipos de cultura e à carga aplicada à superfície. As repetidas passagens por equipamentos agrícolas criam compactação e cisalhamento do solo, reduzindo assim a capacidade de aeração, infiltração e penetração da raiz da cultura. O impacto económico da compactação do solo é significativo: redução do rendimento das culturas, risco de desenvolvimento de doenças e necessidade de trabalhos de regeneração, tais como lavoura e/ou descompactação, que consomem bastante combustível e tempo.

Edito photo soilcompaction Help and Advice

soil with tire tracks

Edito photo rut formation Help and Advice

picture of a rut in a field

O que é a formação de sulcos?

Um sulco é um entalhe longitudinal no solo que é causado por máquinas agrícolas que se afundam nele ao passar. A formação de sulcos é um problema significativo em terreno lamacento.

A formação de sulcos tem consequências catastróficas para o crescimento das culturas: nada cresce num sulco, pelo que este representa uma perda líquida de rendimento.

Os sulcos incentivam a estagnação da água, que pode asfixiar as plantas e promover o desenvolvimento de doenças.
Os sulcos também fazem com que as máquinas agrícolas consumam mais energia. A profundidade de um sulco é semelhante a um "degrau" que um pneu agrícola tem de subir constantemente. O que implica um maior consumo de combustível. Os danos provocados nos campos pela formação substancial de sulcos terão de ser reparados. O que significa realizar trabalhos de regeneração do solo, que gastam tempo e combustível.

Um pneu em contacto direto com o chão oferece uma solução que ajuda a limitar a compactação do solo e a formação de sulcos. Um pneu agrícola pode apresentar esta solução se lhe permitir transportar cargas muito pesadas a pressões muito baixas. A pressão do pneu é próxima da pressão média aplicada ao solo. (Por exemplo, se a pressão do pneu for de 1 bar (14,5 psi), a pressão aplicada ao solo pelo pneu será de cerca de 1 lb/sq.in ou 1 kg/cm2.) Assim, quanto maior for a pressão dos pneus, maior será a pressão aplicada ao solo e maior será o grau de compactação e formação de sulcos. A compactação do solo é agravada quando os pneus agrícolas deslizam – para evitá-lo, é essencial terem uma boa tração!

 

Conselhos da Michelin

A Michelin desenvolve pneus agrícolas que ajudam a reduzir significativamente a compactação do solo e a melhorar a capacidade de tração dos veículos agrícolas.

Recomendação 1: Opte por séries de pneus largos, de "grande volume"

A largura do pneu tem um impacto na compactação do solo! A finalidade dos pneus largos e de grande volume é reduzir a pressão com a mesma carga e proporcionar um melhor nível de tração, mantendo o mesmo diâmetro externo e a mesma circunferência de rolamento de um pneu "padrão". Um trator originalmente equipado com pneus padrão pode ser equipado com pneus largos ou de grande volume. A Michelin desenvolveu gamas de séries largas e de grande volume:

  • MICHELIN OMNIBIB 620/70 R42 160D TL e 480/70 R30 141D TL.
  • MICHELIN MULTIBIB 650/65 R42 158D TL e 540/65 R30 143D TL.
  • MICHELIN MACHXBIB 650/75 R38 169 A8 /169B TL e 600/65 R28 154A8/154B TL.

Veja o exemplo de um trator de 200 cv com uma carga de 1800 kg por pneu na dianteira e 4000 kg por pneu na traseira e uma velocidade máxima de 50 km/h na estrada. Equipamento original:

Edito 5 picture axiobib2 0081 at work 6 Help and Advice

Pneu Michelin axiobib 2 en action

Recomendação 2: Opte por tecnologias Michelin UltraFlex

Com a tecnologia MICHELIN UltraFlex, a melhoria do rendimento das culturas começa com os seus pneus. Qual é o segredo? Uma carcaça inovadora, particularmente resistente, que permite uma maior flexibilidade. Como resultado, os pneus MICHELIN UltraFlex podem transportar cargas pesadas mesmo a pressões muito reduzidas, independentemente da rapidez do trabalho. E não é tudo: a construção flexível da carcaça permite uma pegada maior, o que, por sua vez, aumenta a tração do pneu. Logo:

poupa tempo e combustível
protege o seu solo
aumenta os rendimentos da cultura

MICHELIN ULTRAFLEX - Protects the soil and reduces your operating costs (EN)

PT ultraflex

tyre-pressure
Tabelas de enchimento

Todas as tabelas de enchimento de que necessita para os seus veículos agrícolas, gama por gama, pode descarregá-las gratuitamente aqui.

Está a utilizar um Browser não suportado por esta web

Está a utilizar um browser que não é suportado por este website. Isto significa que algumas funcionalidades podem não funcionar como pretendido e podem ocorrer comportamentos estranhos ao navegar neste site.

Utilize ou atualize/instale um dos seguintes browsers para tirar o máximo partido deste website.

Firefox 78+
Edge 18+
Chrome 72+
Safari 12+
Opera 71+