A pressão certa para pneus de camião e autocarro

Escolher e manter a pressão de enchimento correta é decisivo para um desempenho ideal.

Pressão de enchimento

Escolher e manter a pressão de enchimento correta é decisivo para um desempenho ideal.

O pneu é o único ponto de contacto entre o veículo e a superfície da estrada.

É crucial para a segurança quer dos utilizadores quer das mercadorias transportadas. Para uma determinada carga e tipo de trabalho, em condições claramente definidas, existe apenas uma pressão de enchimento adequada.

A pressão do ar no pneu é crucial para o seu funcionamento correto: é esta pressão que suporta e desloca cargas ou pessoas:

  • Com segurança
  • Com durabilidade
  • Com economia
  • Com conforto

No entanto, nos inquéritos realizados pela Michelin, a pressão surge como um dos pontos de manutenção que, muitas vezes, não é controlado e mantido tão bem quanto deveria ser.

Pressão e segurança

Uma pressão incorreta prejudica aspetos básicos do desempenho de segurança, tais como:

  • Resistência da carcaça
  • Estabilidade e manobrabilidade do veículo
  • Aderência
  • Sensibilidade aos passeios

Variação da pressão de enchimento

Um pneu pode perder pressão por vários motivos:

  • Estanquidade da jante ao ar (por exemplo, fissuras ou soldaduras)
  • Um buraco que atravessa a estrutura
  • Infiltração natural através de componentes

Além dos sistemas de monitorização de bordo, a forma mais comum de detetar problemas com fugas de ar é a verificação visual regular da pressão utilizando um manómetro de pressão.

PT penetraçãoar

MOTIVOS PARA A VERIFICAÇÃO DA PRESSÃO DE ENCHIMENTO

■ Devem ser feitas verificações de pressão em todos os pneus do veículo: 

  • Se a pressão de enchimento for demasiado baixa, o resultado é um aumento anormal da temperatura de funcionamento, que pode provocar danos nos componentes internos. Estes danos são irreversíveis e podem levar à destruição do pneu e ao rápido esvaziamento. 
  • As consequências do funcionamento com pressão insuficiente nos pneus não são necessariamente imediatas e podem até tornar-se visíveis após a pressão ser corrigida. 
  • O pneu sobresselente deve também ser verificado. 
  • As pressões dos pneus devem ser verificadas regularmente em pneus frios ou quando o veículo for assistido, utilizando um manómetro calibrado. 
  • Uma pressão de enchimento insuficiente também aumenta muito o risco de aquaplanagem. 
  • Uma pressão excessiva pode causar desgaste rápido e irregular e maior sensibilidade ao impacto (danos no piso, falhas na carcaça). 
  • Mesmo se o enchimento dos pneus for com nitrogénio, a pressão tem de ser verificada regularmente. 

PT pressãonominal

Precauções importantes

 

  • As pressões dos pneus devem ser verificadas em pneus frios, à temperatura ambiente. A pressão aumenta com o uso: nunca reduza a pressão de um pneu enquanto este estiver quente.
  • Nunca volte a encher um pneu que tenha andado com pressão insuficiente sem uma inspeção minuciosa, tanto do interior como do exterior.
  • Uma pressão insuficiente pode levar os pneus a funcionar a temperaturas anormalmente elevadas, provocando a degradação térmica dos componentes dos pneus. A degradação é irreversível e pode resultar num rápido esvaziamento do pneu.
  • A pressão insuficiente causa:
  • Um aumento da resistência ao rolamento e, consequentemente, do consumo de combustível do veículo
  • Uma redução da vida útil dos pneus (quilometragem)
  • Um impacto na manobrabilidade e na segurança do veículo
  • Uma redução da resistência da carcaça, que limita as potencialidades de recauchutagem
     
  • A pressão excessiva reduz:
  • A segurança e o conforto na condução
  • Aderência
  • A vida útil dos pneus (quilometragem), sobretudo nos pneus dos eixos motores
     
  • As pressões de pneus superiores a 10 bar (145 PSI) não são recomendadas para operações normais em autoestrada.
  • As pressões de enchimento de pneus frios com mais de 0,6 bar (8 PSI) abaixo dos valores sugeridos devem ser corrigidas imediatamente.
  • Os regulamentos em vigor no país de utilização devem ser respeitados em todas as circunstâncias.
  • Use um manómetro de pressão preciso e calibrado regularmente e manuseie-o com cuidado.
  • Se a pressão verificada num pneu quente for inferior à pressão sugerida, o pneu tem de ser desmontado e verificado, em conformidade com as instruções de segurança.
  • Se um pneu parecer consideravelmente mais quente do que os outros, também deve ser desmontado e verificado, em conformidade com as instruções de segurança.
  • Normalmente, as pressões de enchimento de pneus do mesmo eixo devem ser mais ou menos as mesmas.
  • A pressão deve ser verificada 24 horas após a montagem de um pneu.
  • Os pneus para veículos comerciais devem ser enchidos até uma pressão relevante para a carga, velocidade e condições de uso.
  • As diretrizes sobre as pressões são apresentadas nas tabelas de carga/pressão.
  • Usar a pressão correta é essencial para o funcionamento seguro do pneu.
  • A tampa da válvula é o principal vedante de ar e deve sempre ser instalada

(NB: o núcleo da válvula funciona como uma válvula unidirecional para permitir o enchimento do pneu; não deve ser tratado como um vedante).

A influência da pressão dos pneus no desempenho da quilometragem

 

Pressão de enchimento insuficiente de 1,5 bar (21,7 psi) = 10% de perda de desempenho

PT pressãorecomendada

A influência da pressão dos pneus no consumo de combustível

A pressão de enchimento tem uma influência comprovada no consumo de combustível. Uma pressão de enchimento inadequada aumenta a resistência ao rolamento dos pneus e, por conseguinte, o consumo de combustível do veículo.

Pressão de enchimento insuficiente de 1,5 bar (21,7 psi) = 1% de consumo em excesso
O consumo em excesso quando os pneus têm 7,5 bar (109 psi) e não os recomendados 9 bar (130,5 psi) equivale a 17% de pressão excessiva

PT pressãonominalrecomendada

PT insuflaçãopneus

Está a utilizar um Browser não suportado por esta web

Está a utilizar um browser que não é suportado por este website. Isto significa que algumas funcionalidades podem não funcionar como pretendido e podem ocorrer comportamentos estranhos ao navegar neste site.

Utilize ou atualize/instale um dos seguintes browsers para tirar o máximo partido deste website.

Firefox 78+
Edge 18+
Chrome 72+
Safari 12+
Opera 71+